05 março 2009

centenário de patativa do assaré

hoje é aniversário do poeta
100 anos.
ele morreu em 2002
mas se eternizou
por meio da poesia
2009 é dele
como homenagem

neste dia
posto o seu poema


"o sabiá vaidoso"

"um sabiá vaidoso do seu canto,
se julgava um maestro quase santo
e de todas as aves a primeira
na linda copa de uma laranjeira

seu gorjeio repleto de doçura
despertava saudade, amor, ternura
de orgulhoso e vaidoso ele pensava
que o mundo inteiro a ele se curvava,
com a força vibrante de harmonia
novas notas criou naquele dia

um simples passarinho, uma avezinha,
que nem sequer no mundo um nome tinha,
por direito que assiste ao passarinho
naquela copa fez também seu ninho
e modesto, com muita singeleza,
obedecendo à sábia natureza,
cheio de vida o seu biquinho abriu
piu, piu, piu, piu, piu
piu, piu, piu, piu, piu
piu, piu, piu, piu, piu.

o sabiá se achando enfurecido,
para ele falou, seu atrevido!
com este canto que soltaste agora
tu desvirtuas minha voz sonora,
com a tua cantiga dissonante
tu não passas de um bicho ignorante,
eu não quero te ouvir perto de mim,
quem te ensinou cantar feio assim?

do passarinho pobre de harmonia,
mas muito rico de filosofia,
logo a resposta o sabiá ouviu:
– este meu canto, piu, piu, piu, piu, piu
que o destino fiel me permetiu
para ninar os filhotinhos meus,
seu sabiá quem me ensinou foi deus!"

fonte: patativa do assaré. melhores poemas. org. cláudio portella. são paulo: global, 2006. pp.191-192

Um comentário:

  1. Em homenagem ao ilustre Patativa, encontrei este acróstico, por isso te envio.Inclusive vai até a fonte de onde tirei.
    Acróstico

    Pergunte, leitor amigo,
    Aonde foi Patativa
    Terminando a narrativa,
    Atentamente eu lhe digo:
    Teve ele o seu abrigo
    Imediato, no Céu
    Velando pelo incréu,
    Além de todo perigo!

    Dizendo sempre, consigo:
    O Pai proteja o Cordel!

    Assim, fique, eternamente
    Seu verso sempre presente,
    Seu exemplo mais profundo!
    Ao reviver Patativa,
    Repito: sua chama viva
    É uma lição para o mundo!

    Compadre Lemos, em
    "Patativa do Assaré - A Voz Que Ainda Canta o Sertão"
    Ed. Canoa - 2.007

    Abraços!
    Luiza

    ResponderExcluir