14 fevereiro 2011

piano

o piano tine em mim
estremece cada parte
pedaços meus
eu pedacinhos
cada nota é uma pontada
lá onde o existir é dor...

Um comentário:

  1. "lá onde o existir é dor". Gostei muito. Abraço.

    ResponderExcluir