24 maio 2008

imenso

a taça, a praça
não, nada em comum
a sala, a mala
sim, era adeus
nó na garganta

uma vala
a porta se abriu
o ventou entrou
você sumiu
acabou