06 setembro 2009

infância encantada

aquele mundo pequeno
mundo encantado
de minha infância
para mim era enorme

e o era
tanto que
vez e outra
aquele mundo
se revira na memória

abracei aquela casa
abracei como quem abraça a pessoa amada
casa que fomos obrigados a deixar

canto da casa
paredes sem reboco
sombra do outão
onde construíamos
um outro mundo
todo nosso

abracei a casa
num gesto puro
e sem saber
expressava
a vontade
de cosmificação
a necessidade
de um ponto fixo...