01 abril 2012

tarde de domingo

o toque na tecla
e o piano agudo penetra a alma
nesta tarde calma
há um fio que nada mescla
olho a mão, a palma
vejo um M
rio, canoa sem leme
a vida escorre...