03 setembro 2013

destino

A hora se estendia e a vida pedia passos.
Desceu o morro. 
Desceu para o asfalto com uma olhar novo, 
de ternura, 
embelezado, sorrindo para Deus e o mundo. 
Não quis saber de tomar ônibus. 
Queria mesmo era andar sem rumo, 
sem destino...