18 maio 2012

azul


a musica triste arrepia
feito a água fria
em dia outonal
os poros se abrem
e o peito dormente
quer abrir as cortinas
da alma
limpar a lama
e correr sem rumo
o céu está todo azul...